Leilão de energia e a volta do carvão ao Brasil é tema de debate aberto

Movimento Clímax Brasil organiza debate como primeira ação após evento na Turquia

 

No próximo 29 de agosto o Ministério de Minas e Energia - MME e a ANEEL realizam o Leilão A-5 para a compra de novas fontes de energia elétrica no país a serem usadas a partir de 2018. O Leilão já está marcado com polêmicas como a volta do carvão mineral como fonte de energia e a participação de empreendimentos sem licença ambiental no ato do leilão.

Para garantir que a população, em especial o público jovem, entenda melhor os impactos desse leilão para o Brasil, o movimento Clímax Brasil organiza na próxima quinta-feira, 22 de agosto, uma conferência virtual aberta para debater o tema. Renata Nitta, coordenadora da campanha de Clima e Energia do Greenpeace, e Alexandre Costa, do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas, são os convidados a esclarecer o assunto.

“É importante termos uma parcela de termelétricas na matriz energética brasileira, mas não a carvão. Em um país que possui um potencial enorme de renováveis não precisamos de fontes sujas e poluentes, e se for para investir em térmelelétricas que sejam a gás natural que apresentam emissões até 70% menores do que o carvão”, afirmou Renata Nitta, da campanha de Clima e Energia do Greenpeace.

O debate do Leilão A-5 também inaugura uma série de ações que o movimento Clímax Brasil pretende trazer para discutir as mudanças climáticas no país. O Clímax é resultado do Global Power Shift, uma iniciativa organizada pela ONG Internacional 350.org  que pretende criar um movimento global que encontre soluções para a crise climática que atinge todo o planeta.

A primeira fase do Global Power Shift ocorreu em junho na cidade de Istambul, na Turquia, e reuniu mais de 500 jovens lideranças de 134 países, que passaram por treinamentos em diferentes temáticas para atuarem com o tema das Mudanças Climáticas em seus países. O Brasil, junto com Índia e China, contou com a maior delegação do evento, com 12 participantes. Agora, de volta ao Brasil, estes 12 jovens criaram o movimento Clímax Brasil com a missão de envolver adolescentes e jovens em ações que chamem a atenção para a temática, a começar por esta série de debates mensais com temas como energia, mobilidade urbana, alimentação, desmatamento, negociações climáticas, entre outros.

Além dos debates, o Clímax Brasil pretende criar uma série de materiais educativos sobre mudanças climáticas para serem trabalhados com adolescentes e jovens de todo o país. Também serão organizadas intervenções artísticas e ambientais pelo país, convidando a juventude para se mobilizar de forma criativa e transformadora através de diversas ações como grafite, hortas urbanas, vagas vivas, bicicletadas, entre outras. Por último, o movimento pretende criar um grupo de monitoramento das políticas públicas brasileiras sobre mudanças do clima, empoderando os jovens para influenciar os governos e cobrar que as políticas de mudanças climáticas sejam melhoradas e realmente implementadas.

Para acompanhar as ações do Clímax Brasil, siga o movimento na página do Facebook: facebook.com/climaxbr. O link de transmissão do debate sobre o Leilão A-5 será divulgado no dia do evento por esta página.

Evento: Entenda o Leilão A-5 e a volta do carvão no Brasil - debate com Renata Nitta, coordenadora da campanha de Clima e Energia do Greenpeace, e Alexandre Costa, do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas

Data: 22 de agosto, via Hangout - link de transmissão será divulgado em: facebook.com/climaxbr

Horário: 19 horas

Banner: http://migre.me/fKBmI

Contato:

climaxbra@gmail.com

Diêgo Lôbo ou Evelyn Araripe